DEPARTMENT OF SOCIAL SOLIDARITY OF THE YOGA PORTUGUESE CONFEDERATION

O Departamento da Solidariedade Social da Confederação Portuguesa do Yoga - CONPORYO - dirigido pelo Gr. Mestre Internacional do Yoga Jorge Veiga e Castro - H.H Amrta Súryánanda Mahá Rája tem por propósito gerir as verbas que a Direcção canaliza para esta área (com um objectivo final claramente direccionado), bem como os donativos das Instituições a ela associadas, ou dos praticantes do Yoga individualmente, e ainda os eventuais donativos que qualquer Entidade ou Individualidade atribuam à CONPORYO, para que esta os dedique aos mais carenciados. 


Solidariedade Efectiva

A Confederação Portuguesa do Yoga é uma Associação Filosófica e Cultural sem fins lucrativos com a finalidade de pesquisar e ensinar o Yoga Primordial, quando o Yoga - Filosofia aplicada (cuja palavra significa juntar - da raiz Yuj, jugo), e o Sámkhya - Filosofia não especulativa e descritiva – Cosmogénica e Antropogénica (cujo nome significa número ou razão) eram uma só Filosofia (só havia Yoga, um Yoga – complexo e completo, com 12 Disciplinas Técnicas e 6 Disciplinas complementares), o Yoga-Sámkhya, com mais de 6.000 anos de existência (suspeita-se com mais de 12.000 anos).

Tem igualmente a Confederação Portuguesa do Yoga a finalidade de formar Professores de Yoga com Excelência Mundial, e fá-lo nos Cursos mais completos da actualidade, em 6.500 horas efectivas de aulas - em 6 anos, para o nível de Instrutor do Yoga; 10 anos para Professores de Yoga e 14 anos para Mestres de Yoga, atribuindo/ou reconhecendo, ainda o título de Grande Mestre Internacional de Yoga.

Os Portugueses são especialistas Mundiais em Yoga, têm um conhecimento único inigualável nesta Matéria, chegaram à Índia em 1498 (há mais de 500 anos) buscaram-na não só pelo poder da Especiaria, mas principalmente pela Sabedoria das suas Duas Grandiosas Filosofias. Começaram a preparar esta junção marítima pelo menos 100 anos antes (há 600 anos) com a fundação da Escola de Sagres (e antes com a plantação do pinhal de Leiria) e desde o início da Nacionalidade (1143 – há mais de 860 anos) com a inquietação da busca Templária / Ordem de Cristo.


A Confederação Portuguesa do Yoga é uma autoridade mundial em Yoga.

O Yoga visa o Desenvolvimento Pessoal sem limites (nos aspectos físico, energético, emocional - sempre positivo, mental - concreto, abstracto e artístico, e Para Além da Mente / Over Mind), a manutenção da saúde, da auto estima, e da Felicidade, a Fraternidade Humana, a Consciência Planetária e Ecologia, e a compreensão do Todo – Meio Criador Cósmico.

As antiquíssimas Bases de elevada Ética do Yoga Sámkhya têm origens em Princípios Matriarcais dos quais destacamos os três (de dez) mais importantes: o da não agressão (Ahimsá), o da Solidariedade Efectiva (Íshvara Pranidhána – entrega do resultado das acções), bem como o da auto exigência e da auto disciplina (Svadhyáya – conhece-te a ti próprio e exige de ti), pois os praticantes e os Professores de Yoga prezam o Nobre Caminho da Via do Samádhi – Iluminação/Suprema Consciência - são Filósofos activos, coerentes, práticos (profundamente não teóricos) e constantemente aplicadores, exigindo apenas de si (e nunca dos outros).

Em virtude destes Princípios e Objectivos, a Confederação Portuguesa do Yoga possui uma forte vertente de Solidariedade obrigando-se a canalizar uma considerável parte dos seus recursos, sempre que isso seja possível, para finalidades Fraternas, tendo criado para articular as suas iniciativas neste âmbito o seu Departamento da Solidariedade Social.

O Departamento da Solidariedade Social da Confederação Portuguesa do Yoga tem por propósito gerir as verbas que a Direcção da CONPORYO canaliza para esta área (com um objectivo final claramente direccionado), bem como os donativos das Instituições a ela associadas, ou dos praticantes do Yoga individualmente, e ainda os eventuais donativos que qualquer Entidade ou Individualidade atribuam à CONPORYO, para que esta os dedique aos mais carenciados.

Desde a sua fundação o Yoga Sámkhya Instituto / Confederação Portuguesa do Yoga dividiu os seus apoios, quer os pontuais quer os regulares, em:


1. A nível Externo (fora do âmbito do Yoga) em três grandes grupos:

- Instituições ou Organizações Não Governamentais (ONGs) Internacionais ou Mundiaisprincipalmente as que dirigem as suas ajudas às questões estruturais, e ao desenvolvimento sustentável, ou que apoiem populações situadas em zonas pontualmente vítimas de catástrofes ou cataclismos, podendo esses apoios serem eventualmente, dirigidos directamente às populações envolvidas, e Instituições que se dediquem ao apoio à educação, alta investigação, e à arte; que ajudem os Povos situados em zonas do Globo tradicionalmente desfavorecidas,
 
     
B - Instituições Nacionais de Benfeitoria, Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e ONGs que pratiquem efectivamente a Solidariedade, que apoiem os desfavorecidos e esbatam desigualdades, principalmente as que direccionarem a sua acção para a protecção às mulheres, às crianças, e às vítimas da força bruta;
 
     
C - Individualidades que tenham praticado actos heróicos, ou de grande abnegação, ou que se distingam na defesa da Liberdade, ou que atinjam notoriedade na expansão corajosa do Conhecimento Humano além das fronteiras actualmente aceites; 

 

e em qualquer destes três grupos quem se distinguir a trabalhar por uma Globalidade Justa, Humana, e Ecológica;

2. A nível Interno a CONPORYO apoia com frequência a construção, em qualquer parte de todo o território Português, de novos Áshrama – Centros do Yoga, dos Professores de Yoga que mais se destacam e os mais promissores; sendo esta ajuda traduzida em apoio de concepção (arquitectura, engenharia e decoração), de construção, de mobiliário, e/ou atribuição de subsídios pecuniários; podendo até em casos excepcionais de extraordinário mérito, o que acontece regularmente, proceder-se à entrega do Áshrama completo (de chave na mão).

A título ilustrativo designamos algumas das Entidades e Individualidades que a Associação Lusa do Yoga apoia regularmente ou a quem dá apoio pontual, e que queremos destacar:

 

As decisões da atribuição dos donativos e dos apoios são da única responsabilidade do Gr. Mestre Jorge Veiga e Castro – H.H Amrta Súryánanda Mahá Rája, e da Direcção do Yoga Sámkhya Instituto / Confederação Portuguesa do Yoga (não havendo por norma a atribuição de donativos a entidades que expressamente o solicitem).

Os donativos da Confederação Portuguesa do Yoga são sempre no valor de 1000 € (mil euros), ou múltiplo inteiro desse valor.

Donativos atribuídos individualmente pelo G. Mestre Jorge Veiga e Castro - H.H. Amrta Súryánanda Mahá Rája são-no algumas vezes feitos em nome da Associação Lusa do Yoga.

DEPARTMENT OF SOCIAL SOLIDARITY OF THE YOGA PORTUGUESE CONFEDERATION

O Departamento da Solidariedade Social da Confederação Portuguesa do Yoga - CONPORYO - dirigido pelo Gr. Mestre Internacional do Yoga Jorge Veiga e Castro - H.H Amrta Súryánanda Mahá Rája tem por propósito gerir as verbas que a Direcção canaliza para esta área (com um objectivo final claramente direccionado), bem como os donativos das Instituições a ela associadas, ou dos praticantes do Yoga individualmente, e ainda os eventuais donativos que qualquer Entidade ou Individualidade atribuam à CONPORYO, para que esta os dedique aos mais carenciados. 


Solidariedade Efectiva

A Confederação Portuguesa do Yoga é uma Associação Filosófica e Cultural sem fins lucrativos com a finalidade de pesquisar e ensinar o Yoga Primordial, quando o Yoga - Filosofia aplicada (cuja palavra significa juntar - da raiz Yuj, jugo), e o Sámkhya - Filosofia não especulativa e descritiva – Cosmogénica e Antropogénica (cujo nome significa número ou razão) eram uma só Filosofia (só havia Yoga, um Yoga – complexo e completo, com 12 Disciplinas Técnicas e 6 Disciplinas complementares), o Yoga-Sámkhya, com mais de 6.000 anos de existência (suspeita-se com mais de 12.000 anos).

Tem igualmente a Confederação Portuguesa do Yoga a finalidade de formar Professores de Yoga com Excelência Mundial, e fá-lo nos Cursos mais completos da actualidade, em 6.500 horas efectivas de aulas - em 6 anos, para o nível de Instrutor do Yoga; 10 anos para Professores de Yoga e 14 anos para Mestres de Yoga, atribuindo/ou reconhecendo, ainda o título de Grande Mestre Internacional de Yoga.

Os Portugueses são especialistas Mundiais em Yoga, têm um conhecimento único inigualável nesta Matéria, chegaram à Índia em 1498 (há mais de 500 anos) buscaram-na não só pelo poder da Especiaria, mas principalmente pela Sabedoria das suas Duas Grandiosas Filosofias. Começaram a preparar esta junção marítima pelo menos 100 anos antes (há 600 anos) com a fundação da Escola de Sagres (e antes com a plantação do pinhal de Leiria) e desde o início da Nacionalidade (1143 – há mais de 860 anos) com a inquietação da busca Templária / Ordem de Cristo.


A Confederação Portuguesa do Yoga é uma autoridade mundial em Yoga.

O Yoga visa o Desenvolvimento Pessoal sem limites (nos aspectos físico, energético, emocional - sempre positivo, mental - concreto, abstracto e artístico, e Para Além da Mente / Over Mind), a manutenção da saúde, da auto estima, e da Felicidade, a Fraternidade Humana, a Consciência Planetária e Ecologia, e a compreensão do Todo – Meio Criador Cósmico.

As antiquíssimas Bases de elevada Ética do Yoga Sámkhya têm origens em Princípios Matriarcais dos quais destacamos os três (de dez) mais importantes: o da não agressão (Ahimsá), o da Solidariedade Efectiva (Íshvara Pranidhána – entrega do resultado das acções), bem como o da auto exigência e da auto disciplina (Svadhyáya – conhece-te a ti próprio e exige de ti), pois os praticantes e os Professores de Yoga prezam o Nobre Caminho da Via do Samádhi – Iluminação/Suprema Consciência - são Filósofos activos, coerentes, práticos (profundamente não teóricos) e constantemente aplicadores, exigindo apenas de si (e nunca dos outros).

Em virtude destes Princípios e Objectivos, a Confederação Portuguesa do Yoga possui uma forte vertente de Solidariedade obrigando-se a canalizar uma considerável parte dos seus recursos, sempre que isso seja possível, para finalidades Fraternas, tendo criado para articular as suas iniciativas neste âmbito o seu Departamento da Solidariedade Social.

O Departamento da Solidariedade Social da Confederação Portuguesa do Yoga tem por propósito gerir as verbas que a Direcção da CONPORYO canaliza para esta área (com um objectivo final claramente direccionado), bem como os donativos das Instituições a ela associadas, ou dos praticantes do Yoga individualmente, e ainda os eventuais donativos que qualquer Entidade ou Individualidade atribuam à CONPORYO, para que esta os dedique aos mais carenciados.

Desde a sua fundação o Yoga Sámkhya Instituto / Confederação Portuguesa do Yoga dividiu os seus apoios, quer os pontuais quer os regulares, em:


1. A nível Externo (fora do âmbito do Yoga) em três grandes grupos:

- Instituições ou Organizações Não Governamentais (ONGs) Internacionais ou Mundiaisprincipalmente as que dirigem as suas ajudas às questões estruturais, e ao desenvolvimento sustentável, ou que apoiem populações situadas em zonas pontualmente vítimas de catástrofes ou cataclismos, podendo esses apoios serem eventualmente, dirigidos directamente às populações envolvidas, e Instituições que se dediquem ao apoio à educação, alta investigação, e à arte; que ajudem os Povos situados em zonas do Globo tradicionalmente desfavorecidas,
 
     
B - Instituições Nacionais de Benfeitoria, Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e ONGs que pratiquem efectivamente a Solidariedade, que apoiem os desfavorecidos e esbatam desigualdades, principalmente as que direccionarem a sua acção para a protecção às mulheres, às crianças, e às vítimas da força bruta;
 
     
C - Individualidades que tenham praticado actos heróicos, ou de grande abnegação, ou que se distingam na defesa da Liberdade, ou que atinjam notoriedade na expansão corajosa do Conhecimento Humano além das fronteiras actualmente aceites; 

 

e em qualquer destes três grupos quem se distinguir a trabalhar por uma Globalidade Justa, Humana, e Ecológica;

2. A nível Interno a CONPORYO apoia com frequência a construção, em qualquer parte de todo o território Português, de novos Áshrama – Centros do Yoga, dos Professores de Yoga que mais se destacam e os mais promissores; sendo esta ajuda traduzida em apoio de concepção (arquitectura, engenharia e decoração), de construção, de mobiliário, e/ou atribuição de subsídios pecuniários; podendo até em casos excepcionais de extraordinário mérito, o que acontece regularmente, proceder-se à entrega do Áshrama completo (de chave na mão).

A título ilustrativo designamos algumas das Entidades e Individualidades que a Associação Lusa do Yoga apoia regularmente ou a quem dá apoio pontual, e que queremos destacar:

 

As decisões da atribuição dos donativos e dos apoios são da única responsabilidade do Gr. Mestre Jorge Veiga e Castro – H.H Amrta Súryánanda Mahá Rája, e da Direcção do Yoga Sámkhya Instituto / Confederação Portuguesa do Yoga (não havendo por norma a atribuição de donativos a entidades que expressamente o solicitem).

Os donativos da Confederação Portuguesa do Yoga são sempre no valor de 1000 € (mil euros), ou múltiplo inteiro desse valor.

Donativos atribuídos individualmente pelo G. Mestre Jorge Veiga e Castro - H.H. Amrta Súryánanda Mahá Rája são-no algumas vezes feitos em nome da Associação Lusa do Yoga.